Perda de Peso

Saiba como perder o peso em excesso.

Quer saber mais sobre a perda de peso? Subscreva nossa newsletter e receba informações por email.

Obesidade, alimentação e saúde

É realmente nutritivo o leite desnatado?

E sim, embora tenha um sabor muito diminuído. O leite desnatado contém as proteínas e o cálcio lácteos intactos e é, por isso, um grande alimento para crianças e adultos. Apesar disso, recomenda-se às crianças o leite completo, por estarem dissolvidos na sua gordura as vitaminas A e D muito importantes à infância.

É recomendável para a saúde comer peixe azul?

Com efeito, é bom e recomendável para a saúde. O peixe azul contém umas substâncias precavendo a degeneração da parede das artérias; estas substâncias — denominadas ácidos gordurosos poliinsaturados ómega 3 — fazem com que o sangue seja menos viscoso e tenha menos gordura. Recomenda-se inclu-sivamente às pessoas que seguem uma dieta para diminuir os níveis do colesterol.

O grau de acidez do azeite influi no valor calórico da dieta?

Não influi. O grau de acidez é apenas uma circunstância agradável ou desagradável ao paladar. Quimicamente faz referência ao valor do ácido oleico que se encontra no azeite.

Existe um azeite especial que não engorda?

Existe um “azeite acalórico”, composto em nove décimas por azeite de oliveira. Contém, pois, a décima parte das calorias de qualquer outro azeite. Deve usar-se cru. Do ponto de vista médico, recomenda-se o seu uso em quantidades moderadas e não todos os dias. Mas pode solucionar algum aspecto da dieta em pessoas obesas.

É verdade que os alimentos fritos engordam mais que cozinhados sem azeite?

Sim, pois o alimento frito (batatas, peixes, carnes, etc.) absorve azeite e consumindo o alimento consumimos também o azeite que absorveu. Convém lembrar que para coser alimentos grelhados se utiliza muito pouco azeite e este deve considerar-se uma parte do que é permitido diariamente.

Que significa exactamente haver em certos alimentos “calorias vazias”?

Utiliza-se esta expressão para valorizar nutricionalmente os alimentos que unicamente proporcionam calorias sem conter vitaminas nem cálcio, ferro ou outros minerais, nem proteínas de alto valor biológico. Podem citar-se alguns exemplos: pastéis, açúcar, bebidas alcoólicas, alimentos gordos; lembre-mos, a título de exemplo, algumas cifras: um grama de álcool contém umas 7 quilocalorias (calorias grandes), um grama de açúcar, umas 4 quilocalorias, etc. Não se trata de prescindir destes alimentos mas recomenda-se consumi-los em quantidades moderadas e nunca em substituição de outros mais importantes como leite ou fruta.