Perda de Peso

Saiba como perder o peso em excesso.

Quer saber mais sobre a perda de peso? Subscreva nossa newsletter e receba informações por email.

A importância do auxílio psicológico

A dificuldade inerente à continuidade de uma dieta de emagrecimento durante vários meses provoca frequentes desistências e fracassos; por isso estabeleceram os peritos a necessidade de associar um tratamento de suporte psicológico global da obesidade.

As medidas terapêuticas psicológicas são de dois tipos que seguidamente trataremos:

Psicoterapia individual

Submeter-se à disciplina de uma dieta de emagrecimento pode causar angústia e desânimo a quem a segue, pelo que o paciente colherá muitos benefícios de uma psicoterapia de apoio simples que o próprio médico que o controla pode orientar, mostrando compreensão, reforçando as vantagens resultantes do emagrecimento e, em alguns casos, receitando uma suave medicação adequada. Existem situações complicadas com grandes dificuldades para o prosseguimento da dieta que chegam, inclusivamente, a provocar crises derivadas da necessidade imperiosa de comer até à saciedade (bulimia), seguidas de um sentimento de culpabilidade e arrependimento.

Em tais casos, é aconselhável o auxílio proporcionado por um psicólogo ou um psiquiatra.

Terapia de grupo

Existem, há vários anos, em muitos países, grupos aplicando psicoterapia de auxílio dedicada à obesidade. A sua técnica baseia-se em reforçar as atitudes positivas para a prossecução da dieta e da perda de peso, bem como em criar um sentimento de desaprovação às pessoas que não o conseguem. Tudo isto se efectua dentro de um grupo de pessoas com a mesma problemática, reunindo-se periodicamente (cada semana ou quinzenalmente) para procederem a uma troca de informação, controlo de peso, etc. Este método deu bons resultados em muitos obesos sentindo-se compreendidos e vigiados dentro do grupo.

De qualquer forma, a médio ou a longo prazo, os indivíduos menos sensibilizados abandonaram a assistência a estas reuniões e muitos voltaram a engordar.